sexta-feira, outubro 30, 2020

    Resultados da pesquisa por 'racismo'

    Informe preliminar revela casos de intolerância religiosa

    O documento foi lançado na Marcha Nacional pela Liberdade Religiosa, realizado no Rio de Janeiro no último dia 19 de outubro. A Relatoria do Direito Humano à Educação da Plataforma Dhesca divulgou o Informe Preliminar da investigação sobre casos de intolerância religiosa nas escolas e creches de Salvador e Rio de Janeiro. O informe integra as atividades da missão nacional “Educação e Racismo no Brasil”. O documento foi lançado na Marcha Nacional pela Liberdade Religiosa, realizado no Rio de Janeiro no último dia 19 de outubro, e tem como objetivo encontrar e denunciar casos de intolerância religiosa contra estudantes, famílias e profissionais de educação vinculados ao candomblé, à umbanda e a outras religiões de matriz africana. Além disso, a missão nacional 2010 abordará outros casos de racismo no cotidiano das unidades educacionais (das creches a universidades) e a situação da educação em áreas remanescentes de quilombos. A missão já pasosu ...

    Leia mais
    WIKIMEDIA COMMONS

    O presidente negro: síntese do pensamento racista de Monteiro Lobato

    Por: Edgar Indalecio Smaniotto Em O Presidente Negro ou Choque das Raças (Editora Globo, 2008), publicado originalmente em 1926, Monteiro Lobato, neste seu único romance adulto e de ficção científica, constrói uma narrativa que se passa em dois momentos distintos: em 1928 e no ano de 2.228, ou seja, trezentos anos no futuro. Ayrton, cobrador da empresa Sá, Pato & Cia. sofre um acidente automobilístico na região de Friburgo (Rio de Janeiro) e é resgatado pelo recluso professor Benson, que o leva para sua residência. Ali, ele trava contato com a grande invenção de Benson, o "porviroscópio", um dispositivo que permite ver o futuro, e com miss Jane, a bela e racional filha do cientista. Como é de se esperar, Ayrton se apaixona platonicamente por miss Jane, e passa a frequentar a residência do professor Benson, mesmo após a morte do mesmo, que antes de morrer destruiu o "porviroscópio". Em ...

    Leia mais
    WIKIMEDIA COMMONS

    A figura do negro em Monteiro Lobato – por Marisa Lajolo

    Para Octávio Ianni Resumo Este artigo analisa diferentes e contraditórias representações do negro em algumas obras de Monteiro Lobato ( 1882- 1948) , particularmente Histórias de Tia Nastácia e O presidente negro (O choque das Raças) . Discutindo a posição do narrador , o artigo levanta questões relativas às implicações ideológicas destas representações lobatianas e à relação de tais representações com outras imagens de negros construídas pela literatura. Abstract T his article focuses on different and contradictory representations of Afro-Brazilians in some of Monteiro Lobato's (1882- 1948) works, specially Histórias de Tia Nastácia & O presidente negro (O choque das raças) . Throughout the discussion of the narrator´s position , the article raises questions regarding the ideological implications of Lobatian representations of Afro-Brazilians and their relationship with other images of Afro-Brazilians constructed by literature. Na verdade, não há ...

    Leia mais
    WIKIMEDIA COMMONS

    Lobato, os jecas e a questão racial no pensamento social brasileiro

    Por: Ricardo Augusto dos Santos Este texto narra a construção da figura simbólica do Jeca Tatu e é parte de uma biografia sobre Monteiro Lobato, tendo como cenário o pensamento social brasileiro. Uma análise das representações sociais e literárias sobre o país, destacando um aspecto pouco presente na literatura acadêmica, que examina a difusão dos textos, sem uma investigação rigorosa das condições históricas de produção do pensamento social e político. Portanto, sem articulação da identidade cultural com a criação dos tipos sociológicos, que em vários momentos, foram "retratos" desta identidade: Jeca-Tatu, Macunaíma, Policarpo Quaresma e outros. Consideramos que a contribuição deste trabalho consiste em investigar a participação dos membros do movimento sanitarista na adoção de idéias e práticas de educação higiênica e, ao mesmo tempo, nas interpretações sobre a sociedade brasileira. Em outras palavras, julgamos relevante construir um projeto que relacione as imagens simbólicas da obra lobatiana às políticas de ...

    Leia mais
    Reprodução/Editora Globo

    Conselho Nacional de Educação emite parecer sobre livro de Monteiro Lobato em escola

    Monteiro Lobato (1882-1948), um dos maiores autores de literatura infantil, está na mira do CNE (Conselho Nacional de Educação). Um parecer do colegiado publicado no "Diário Oficial da União" sugere que o livro "Caçadas de Pedrinho" não seja distribuído a escolas públicas, ou que isso seja feito com um alerta, sob a alegação de que é racista. Para entrar em vigor, o parecer precisa ser homologado pelo ministro da Educação, Fernando Haddad. O texto será analisado pelo ministro e pela Secretaria de Educação Básica. O livro já foi distribuído pelo próprio MEC a colégios de ensino fundamental pelo PNBE (Programa Nacional de Biblioteca na Escola). Em nota técnica citada pelo CNE, a Secretaria de Alfabetização e Diversidade do MEC diz que a obra só deve ser usada "quando o professor tiver a compreensão dos processos históricos que geram o racismo no Brasil". Publicado em 1933, "Caçadas de Pedrinho" relata uma aventura da ...

    Leia mais
    tia_nastacia

    A figura do negro em Monteiro Lobato

    por Marisa Lajolo Para Octávio Ianni   Resumo Este artigo analisa diferentes e contraditórias representações do negro em algumas obras de Monteiro Lobato ( 1882- 1948) , particularmente Histórias de Tia Nastácia e O presidente negro (O choque das Raças) . Discutindo a posição do narrador , o artigo levanta questões relativas às implicações ideológicas destas representações lobatianas e à relação de tais representações com outras imagens de negros construídas pela literatura. Abstract T his article focuses on different and contradictory representations of Afro-Brazilians in some of Monteiro Lobato's (1882- 1948) works, specially Histórias de Tia Nastácia & O presidente negro (O choque das raças) . Throughout the discussion of the narrator´s position , the article raises questions regarding the ideological implications of Lobatian representations of Afro-Brazilians and their relationship with other images of Afro-Brazilians constructed by ...

    Leia mais
    intolerancia_religiosa

    Informe preliminar revela casos de intolerância religiosa

    O documento foi lançado na Marcha Nacional pela Liberdade Religiosa, realizado no Rio de Janeiro no último dia 19 de outubro. A Relatoria do Direito Humano à Educação da Plataforma Dhesca divulgou o Informe Preliminar da investigação sobre casos de intolerância religiosa nas escolas e creches de Salvador e Rio de Janeiro. O informe integra as atividades da missão nacional “Educação e Racismo no Brasil”.O documento foi lançado na Marcha Nacional pela Liberdade Religiosa, realizado no Rio de Janeiro no último dia 19 de outubro, e tem como objetivo encontrar e denunciar casos de intolerância religiosa contra estudantes, famílias e profissionais de educação vinculados ao candomblé, à umbanda e a outras religiões de matriz africana. Além disso, a missão nacional 2010 abordará outros casos de racismo no cotidiano das unidades educacionais (das creches a universidades) e a situação da educação em áreas remanescentes de quilombos. A missão já pasosu por ...

    Leia mais
    dilma_pcdob_martinho

    Martinho da Vila vê eleição de Dilma como ‘opção pelos mais pobres’

    Por: Maurício Thuswohl, especial para a Rede Brasil Atual Em ato do movimento pela igualdade racial, cantor é um dos mais celebrados. Elói Ferreira aponta aliança de Serra com o DEM como motivo para negros escolherem a petista Rio de Janeiro – A vitória do candidato do PSDB, José Serra, provocaria retrocessos no combate ao racismo e na promoção da igualdade social alcançados durante o governo Lula, na visão de artistas, intelectuais, parlamentares e dirigentes das organizações do movimento negro. Um ato em em apoio à candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, reuniu na noite de terça-feira (26) cerca de 500 pessoas e lotou o teatro da Universidade Candido Mendes, na capital fluminense. Entre os artistas, os mais demorados aplausos couberam a Martinho da Vila e à Leci Brandão, esta última recentemente eleita deputada estadual pelo PCdoB em São Paulo. Martinho declarou seu apoio à Dilma: "O ...

    Leia mais
    (Foto: João Godinho)

    A brava gente brasileira merece a ternura de um país cuidador

    Por: Fátima Oliveira Queimava neurônios sobre o que escrever numa conjuntura-juquira quando li a manchete: "Fome diminui no Brasil, mas cresce no mundo". Sapeei e fui ler meus e-mails. Compartilho um da lavra de uma amiga, neurologista mineira, amante do "Rio do Chico" e tiete de Guimarães Rosa, talvez porque disse, pela boca de Riobaldo, que "O Sertão é do tamanho do mundo. Agora, por aqui, o senhor já viu: rio é só São Francisco, o Rio do Chico. O resto pequeno é vereda. E algum ribeirão". Elisabeth Regina Comini Frota fala do viver num Estado capitalista de bem-estar social (Welfare State, o mesmo que Estado-providência): "Fátima, nos últimos dias tem me incomodado demais e-mails e calúnias com fins eleitoreiros. Uma das coisas que mais falam mal do governo Lula é que ele dá mamata para as pessoas com o Bolsa Família. Acabei de passar pela Suécia (monarquia parlamentarista), onde ...

    Leia mais
    23fotoip06

    Estatuto da Igualdade chega com limitações

    Entrou em vigor ontem o Estatuto da Igualdade Racial, uma peça com 65 artigos que estabelecem mecanismos de combate ao racismo. O estatuto prevê ações nas áreas de saúde, educação, cultura, esporte e lazer, além de combater a intolerância religiosa. Mas juristas e representantes do movimento negro organizado ainda se dividem entre a aprovação e a crítica devido às mudanças em relação ao projeto original, que levou quase dez anos tramitando entre a Câmara e o Senado. Para o advogado e professor da Uneb Sérgio São Bernado, presidente da ONG Pedra de Raio, que é voltada para ações na área de cidadania, o estatuto permite uma atuação mais direta nas questões específicas de combate ao racismo.   Fonte: Pedra de Raio

    Leia mais
    site-menus-edital20denovembro

    Edital Ideias Criativas 20 de Novembro:Veja aqui a lista dos vencedores!

    Após dias de muita expectativa, saiu o resultado do Edital Ideias Criativas para 20 de Novembro. Foram mais de 446 projetos inscritos concorrendo aos 15 prêmios oferecidos pela Fundação Cultural Palmares. Cada região do País será beneficiada com três projetos: dois na categoria Individual e um na categoria Entidade. Cada categoria contou, ainda, com um suplente, para o caso de alguma iniciativa não se concretizar. São projetos audiovisuais, educativos, artísticos e acadêmicos que refletem a criatividade da comunidade negra brasileira. Todos eles serão executados em novembro, mês em que se comemora o Dia Nacional da Consciência Negra (20). Confira abaixo os selecionados por região e os respectivos suplentes. REGIÃO CENTRO-OESTE Categoria Individual Afrobrasilienses Jaqueline Fernandes de Souza Silva Planaltina-DF Mês de novembro Produzirá vinte curtas, com três minutos cada um, com depoimentos de vinte pessoas negras que vivem no Distrito Federal. Com tiragem de mil cópias, lançamento e distribuição gratuita, ...

    Leia mais
    foto_mat_25831

    Eleições 2010: Dias que condensam décadas

    Por Emiliano José   A ilusão na política é uma péssima companhia. De modo geral, esse pecado é cometido não só pela incapacidade de an alisar a correlação de forças como também da ausência de conhecimento histórico. Há muito que comentar sobre essa campanha. Como o Serra conseguiu, de longe, ultrapassar o Collor no jogo baixo, sujo, próximo do gangsterismo, do banditismo, envolvendo não só o que o professor Giuseppe Cocco chamou de leilão das paixões tristes (machismo, sexismo, racismo), como também a montagem de um impressionante aparato clandestino de comunicação, um esquema nacional de telemarketing destinado a caluniar, mentir, difamar, tudo dirigido contra uma mulher, Dilma Rousseff. Cito esses poucos exemplos, para não fazer uma longa lista, que não cabe aqui. Depois da volta das eleições diretas, é a campanha em que a direita joga mais sujo, e talvez nossas ilusões não permitissem antecipar essa possibilidade. Quem sabe confiássemos ...

    Leia mais
    dilma_roussef48

    Povo de Terreiro em apoio à Dilma Rousseff

      Brasília 17 de Agosto de 2010 Ilma Srª. Dilma Russeff   M. D. Candidata a Presidência da República.   Prezada Senhora:   Após consulta a lideranças nacionais do Povo Tradicional de Terreiro chegamos ao arcabouço da presente carta, que tem como principal objetivo lhe transmitir o sentimento dominante de nosso Povo Tradicional de Terreiro, ainda que haja opiniões contrárias como é natural. Mas em sã consciência podemos afirmar que a grande maioria se irmana conosco e com o que abaixo iremos expor. Inegavelmente sua candidatura à presidência da República é o que há de mais seguro para o Povo Tradicional de Terreiro. Nosso Povo de Terreiro efetivamente se movimentou no primeiro turno a seu favor, mas sem receber nenhum apóio oficial dos comitês responsáveis por sua campanha; em poucas cidades especialmente nas capitais, esse processo se deu de forma diferenciada, mas o que predominou foram situação como a de ...

    Leia mais
    cidinha_24102006

    Livro novo de Cidinha da Silva em São Paulo, dia 26/10/10

    RELEASE COLONOS E QUILOMBOLAS    O livro “Colonos e Quilombolas” registra histórias dos territórios negros urbanos formados em Porto Alegre, findo o trabalho escravizado, por meio do testemunho e da voz iconográfica de seus protagonistas, moradores da região conhecida como Colônia Africana. O território se iniciava na atual Cidade Baixa e passava pelos bairros Bom Fim, Mont’Serrat, Rio Branco e estendia-se até o bairro Três Figueiras, onde subsiste o Quilombo dos Silva, reconhecido pelo Governo Federal, mas, diuturnamente contestado pela vizinhança, como é regra no tratamento dado aos quilombos, urbanos e rurais, em todo o país. Apesar de ter suas ruas inscritas nos mapas do século XIX, a região, popularmente conhecida como Colônia Africana, nunca foi reconhecida pela Prefeitura como um bairro da cidade. Os depoimentos e as fotografias nos contam uma história de resistência e reinvenção da vida na busca da humanidade plena, roubada pelo racismo. Os moradores da ...

    Leia mais
    dilma_oficial

    Manifesto da frente da igualdade e diversidade do Brasil de apoio a Dilma Rousseff.

    "Nosso apoio a candidata Dilma Roussef para Presidente do Brasil é para consolidar a mudança de nossa  nação e a qualidade de vida de nosso povo."   O Brasil é um país formado por diferentes matrizes populacionais. A busca da   igualdade e diversidade faz parte da nossa historia de luta e de sonhos  da nossa gente, através de valores universais tais como a liberdade, a igualdade e  a fraternidade, cuja preservação e ampliação nos são muito caros. Este manifesto nacional visa destacar a obtenção da igualdade e a da diversidade, como fator importante da paz social, do desenvolvimento, da democracia nacional e do encontro do pais consigo mesmo. Podemos fazer isto melhorando a vida dos mais pobres, dos mais necessitados e ofertando a riqueza nacional através de politicas públicas para todos e todas, diferentes entre si, mais iguais na nacionalidade. As politicas publicas  podem assegurar a igualdade e diversidade de vários ...

    Leia mais
    lula_africa

    Lula teve visão política em relação à África, diz pensador

    Dayanne Mikevis Céléstin Monga diz que, apesar dos avanços, Brasil ainda é "tímido" na África O intelectual camaronês Céléstin Monga se mostrou maravilhado com São Paulo em sua primeira visita ao Brasil e se perguntava a todo momento "como eu não vim antes" durante uma entrevista ao R7 em um café da cidade. O autor de Niilismo e Negritude -lançado no Brasil pela editora Martins Fontes -, que atualmente ocupa o posto de economista-chefe e assessor do presidente do Banco Mundial em Washington, comentou que parte do sucesso chinês na África se deve a uma abordagem mais pragmática em relação ao continente, que ainda guarda rancores e cansaço das "lições de moral" europeias, nas palavras de Monga. Para ele, outros emergentes, como Brasil e Índia, têm grandes possibilidades a explorar em solo africano. Ele também elogiou a iniciativa de abertura de embaixadas e representações diplomáticas pela África. Monga disse que ...

    Leia mais
    mulher_brasileira

    Sonhando e criando o futuro

    Eu, HILTON COBRA, ator, diretor da Cia dos Comuns, uma companhia de teatro composta de atores e atrizes negros, que foi criada com a missão artística, cultural e política de se criar um espaço voltado para a pesquisa teatral negra que possibilite um maior conhecimento da nossa cultura, apuro técnico e ampliação do espaço de atuação de profissionais negros no mundo das artes cênicas, tenho absoluta eprofunda admiração e respeito por essa corajosa mulher, Dilma Vana Roussef. Não tenho dúvida, teremos um Brasil muito melhor nas mãos da Dilma. Será extraordinário para o Brasil ser governado por uma mulher, e uma mulher inteligente, competente e determinada. Mas ressalto. Somente teremos uma eleição realmente democrática quando os(as) candidatos(as), sobretudo à Presidência da República,discutirem a questão do racismo brasileiro em seus programas e debates. Mas como isso está longe de acontecer, resta apenas a esperança de um dia a gente negra brasileira, ...

    Leia mais
    consciencia_negra_semana

    TOCANTINS: Programação Geral da II Semana da Consciência Negra

    PROGRAMAÇÃO18/11/2010 (Quinta-feira)8h às 12h – Credenciamento14h às 18h – Amostra de filmes18h às 19h – Abertura do evento: Prof. Dr. Gilmar Pereira da Silva; Prof. MSc. Doriedson Rodrigues; Prof. MSc. Francivaldo Alves Nunes; Prof. MSc. Luiz Augusto Pinheiro Leal e convidados19h às 21h – Conferência de abertura: Cosmogonias e traduções religiosas: as confissões dos africanos presos pela Inquisição PortuguesaConferencista: Profa. Dra. Vanicleia Silva Santos (UFMG)Mediador: Prof. Apolinário Alves Filho (Casa Brasil África- UFPA)19/11/2010 (Sexta-feira)8h às 12h – Oficinas14h às 16h – Mesa-Redonda: Educação e Cultura Afro-TocantinaPALESTRANTES: Prof. Dr. Josivaldo Pires Oliveira (UFBA); Prof. Dr. Gilmar Pereira da Silva (UFPA); Prof. Apolinário Alves Filho (Casa Brasil África- UFPA), Prof. Dr. Dedival Brandão da Silva (UFPA)19h às 21h – Grupos de Trabalho20/11/2010 (Sábado)8h às 12h – Oficinas14h às 18h – Mesa-Redonda: Quilombolas do Tocantins: Agro-Ecologia, Cultura e TerritorialidadePalestrantes: Profa. MSc. Marzane Pinto de Souza (IFPA); Prof. Wilson Pereira Costa (UFPA); Prof. Dr. ...

    Leia mais
    arisia_barros004.jog

    Os rostos da Mestra Irinéia do Muquém.

    Por: Arísia Barros   D. Irinéia tem 63 anos de idade misturados aos tantos outros, como sobrevivente da áspera vida de quem nasceu e vive no Muquém, comunidade de remanescentes quilombolas, aos pés da Serra da Barriga. Como tantos e muitos quilombolas é analfabeta. É alto o índice de analfabetismo nos quilombos alagoanos. Na Serra da Barriga foi gerado o referencial da resistência negra: o Quilombo dos Palmares.A Serra da Barriga fica localizada em União dos Palmares, na região do vale do Paraíba e Mundaú, no estado de Alagoas, região do nordeste do Brasil. O estado de Alagoas é pólo position na questão das desigualdades sócio-étnicas. Está sempre na primeira posição em relação aos outros estados da federação e faz tempo não cede lugar para nenhum outro. A omissão estatal em rever com políticas estruturantes, cumulativas e compensatórias, o racismo como fato social, produz a mutilação da historicidade afro brasileira, ...

    Leia mais
    040enegro

    A representação do negro na política brasileira

    Por Antonio Ozaí da Silva “A sociedade brasileira largou o negro ao seu próprio destino, deitando sobre seus ombros a responsabilidade de reeducar-se e de transformar-se para corresponder aos novos padrões e ideais de homem, criados pelo advento do trabalho livre, do regime republicano e do capitalismo”. (Florestan Fernandes, 1978: 20) Resumo: Os negros escravos foram comparados a instrumentos de trabalho e animais: era-lhes negado o status de humanos. Com a abolição, o negro foi relegado ao status de cidadão de segunda classe, excluído dos direitos sociais e de cidadania e desconsiderado por uma concepção de história branca e européia que enfatizava o movimento operário na perspectiva do branco imigrante europeu. Mesmo em condições adversas os negros atuaram politicamente. Para compreender sua política é preciso considerar a política para além das instituições estatais. O artigo analisa as práticas políticas dos negros brasileiros através das suas organizações e a inserção na política ...

    Leia mais
    Página 680 de 732 1 679 680 681 732

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist